Pontos de ônibus na zona sul da cidade são depredados
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Pontos de ônibus na zona sul da cidade são depredados

Marcel Naves

28 de outubro de 2016 | 18h03

A falta de cobertura, em decorrência do vandalismo, é um dos problema mais presentes nos pontos de ônibus.

A falta de cobertura, em decorrência do vandalismo, é um dos problema mais presentes nos pontos de ônibus.

Na avenida Atlântica, uma das mais movimentadas de Interlagos, na zona sul da cidade, esperar um ônibus pode representar um grande desconforto. Isto por que, em virtude do vandalismo, grande parte dos pontos existentes se encontra depredada.

Além das pichações muitas das paradas estão sem cobertura, os bancos foram arrancados, e não há lixeiras. O aposentado  Jairo Aparecido Pestana lamenta que o vandalismo possa causar tanto transtorno. “Está tudo quebrado e pichado, e a gente fica perguntado quem tem coragem de fazer uma coisa destas, e prejudicar todo mundo”, disse.

Entre as reclamações mais recorrentes, ouvidas por nossa reportagem  está a questão da falta de iluminação. Muitos dos locais não possuem lâmpadas apropriadas e quase sempre ficam às escuras. Nestes pontos, a claridade existente só é possível graças a iluminação pública.

Em época de chuva, por exemplo, esperar por um ônibus na Avenida Atlântica só é possível para quem estiver de guarda-chuva. O vendedor Joilson Coutinho lembra que, nestes dias, fica praticamente impossível se manter seco. “Quando não existe cobertura tem os galhos e as folhas que não são retiradas, e que quase sempre acabam jogando água na gente”, afirma.

Em nota a prefeitura informou que fará uma vistoria para detectar os problemas, e assim realizar os reparos necessários num prazo de 24 horas. O comunicado esclarece também que, em virtude dos atos de vandalismo, mais de 19 mil paradas são danificadas constantemente na cidade de São Paulo.

Confira abaixo a íntegra da nota encaminhada pela PMSP:

“Obrigado pelo contato e por nos auxiliar na fiscalização dos pontos de ônibus da cidade.

Já foi solicitada uma vistoria para detectar os problemas e o estado de conservação dos pontos de ônibus da Avenida Atlântica. Caso algum dos pontos ofereça risco aos passageiros, ele será substituído por um totem novo em até 24h. Os demais serviços necessários, como manutenção e limpeza, ocorrerão em um prazo de até 45 dias.

Importante lembrar do alto índice de vandalismo que as mais de 19 mil paradas de ônibus da cidade sofrem constantemente. Para manter o estado de conservação e a segurança dos passageiros, equipes da prefeitura saem às ruas diariamente para realizar vistorias nas paradas de ônibus” .

Ouça aqui a reportagem: