Moradores do Jardim Pantanal ainda convivem com lixo e esgotos entupidos
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Moradores do Jardim Pantanal ainda convivem com lixo e esgotos entupidos

Marcel Naves

03 Fevereiro 2017 | 18h04

Na Rua Tietê esgoto entupido corre a céu aberto. Foto Créd.: Marcel Naves/ Foto tirada com moto z play + hasselblad true zoom

Na Rua Tietê esgoto entupido corre a céu aberto. Foto Créd.: Marcel Naves/ Foto tirada com moto z play + hasselblad true zoom

Há mais de duas semanas os moradores do Jardim Pantanal, na zona leste da cidade, sofrem com as consequências da última enchente. As ruas ainda apresentam pontos de alagamentos e muita lama. Uma das medidas encontrada pela prefeitura para contornar a situação foi a de utilizar bombas de sucção, para drenar à agua acumulada. Mas a iniciativa parece não surtir o resultado esperado.

Na Rua Aramaçã, a queixa dos moradores é que o equipamento não funciona 24 horas, tal qual o prometido. O pedreiro Edson Belarmino que reside na região há mais de 20 anos acha que o esforço é inútil. “ As bombas funcionam de vez em quando, mas de qualquer jeito elas não dão conta de tanta água”, diz.

A rede coletora de esgoto fica constantemente entupida. Na Rua Tietê, m dias de chuva, uma água suja sai dos bueiros e dos ralos das casas. “A gente cansou de procurar a sabesp, mas somos ignorados constantemente  e  nada se resolve”, afirma o comerciante Edivaldo Santana.

A sujeira existente na região é notada pela quantidade de barro nas ruas, e pilhas de sacos de lixo. No bairro é considerável a quantidade de terrenos baldios e áreas invadidas. Uma situação que facilita ainda mais o surgimento de pontos irregulares de descarte de entulho.

Em um comunicado, a prefeitura informou que mantêm agentes da Defesa Civil para atendimento da população. De acordo com a atual gestão, a limpeza é feita regularmente. O orgão ressalta ainda que além das duas bombas de sucção existentes, distribuídas em pontos estratégicos, uma terceira deverá ser instalada nos próximos dias.

A sabesp afirmou que realizou as desobstruções necessárias, mas que problemas podem estar correndo em virtude de intervenções feitas pelos próprios moradores.

Confira abaixo a íntegra da notas:

 Agentes da Defesa Civil e da Prefeitura Regional monitoram a Vila Itaim, estão posicionados na região e, sempre que necessário, executam o atendimento imediato dos moradores. O local também recebe constantemente a limpeza manual e mecanizada dos bueiros. Para minimizar o impacto das chuvas, duas bombas estão nos pontos em que há alagamentos. Uma terceira bomba está em fase de testes para posterior implantação.

Informações complementares

 O processo de sucção das águas na Rua Aramaçã é permanente. As águas acumuladas advêm das chuvas, sobretudo, do refluxo ocasionado pelo excesso de águas no Rio Tietê e lagoa ao fundo da Rua Agostinho Alves Marinho. Ou seja, as águas de chuva enchem a lagoa que, por sua vez, despejam para o Rio Tietê. Quando ocorre excesso de águas, os dois transbordam, ocasionando o refluxo através dos bueiros, galerias e vasos sanitários das residências. Quanto à Rua Tietê, não existem galerias e bueiros. Trata-se de área de proteção ambiental lindeira ao rio Tietê”.

 “A Sabesp informa que a rede de esgoto da rua Aramaçã, localizada na região do Jardim Pantanal, está funcionando normalmente e não apresenta extravasamento de esgotos. A limpeza dessa rua está sendo realizada pela prefeitura regional. Quanto à rua Tietê, hoje (3/2) foi realizado serviço de desobstrução da rede coletora de esgotos, na altura do número 1.321, normalizando a situação no local.

Porém, a rede coletora da Sabesp nessa região pode estar sendo prejudicada por interligações irregulares de água de chuva, o que pode causar sobrecarga no sistema de esgotamento, uma vez que as redes coletoras foram projetadas para receber apenas esgoto. A Sabesp aproveita a oportunidade para solicitar mais uma vez que os moradores não façam a conexão da água de chuva à rede coletora de esgoto.

A empresa conta com a colaboração de seus clientes e está à disposição para acatar as solicitações de serviços pelo telefone 195 (ligação gratuita), pela Agência Virtual no site www.sabesp.com.br e pelo aplicativo para celular Sabesp Mobile, disponível gratuitamente para download”.

 

Mais conteúdo sobre:

Moto Z Play