Moradores do Jabaquara convivem com esgoto a céu aberto
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Moradores do Jabaquara convivem com esgoto a céu aberto

Marcel Naves

20 Julho 2016 | 19h27

Esgoto da praça Joubert de Carvalho é lançado na calçada antes de chegar a rua

Esgoto da praça Joubert de Carvalho é lançado na calçada antes de chegar a rua

Na praça Joubert de Carvalho, no bairro do Jabaquara, zona sul de São Paulo o esgoto corre a céu aberto. Por intermédio de um tubo de PVC, tudo que é produzido por uma quadra, um bar e algumas casas acaba sendo lançado na calçada antes de chagar à rua. O passeio fica intransitável e o mal cheiro em dias de calor se torna insuportável.

Os moradores alegam que durante anos encaminham o problema a prefeitura, mas não conseguem solução alguma. Elza Borges de Andrada reside na região há mais de 20 anos e diz que a situação nunca esteve tão ruim. “Olha, a calçada vira uma imundice, a gente não consegue andar porque ela está nojenta, com água podre para todo o lado”, afirma.

Uma casa abandonada no meio do parque ajuda a piorar ainda mais a situação. O local chegou a ser murado, mas não o suficiente para impedir que possa ser utilizado para o consumo de drogas. Os vizinhos  afirmam que brigas e discussões, sempre regadas a muita bebida, quase sempre acabam entrando madrugada adentro.

Jabaquara dobrado

A esquerda parte da calçada tomada pelo lixo e a direita casa abandonada na praça Joubert de Carvalho.

Não bastasse estes inconvenientes, os moradores ainda estão impedidos de utilizar, por exemplo, a única quadra poliesportiva que existe. Segundo José Carlos, proprietário de uma casa que fica em frente ao espaço, é provável que o espaço tenha sido arrendado, pois, segundo ele, se alguém quiser jogar bola tem de pagar.

Na manhã desta quinta feira nossa reportagem tentou localizar a pessoa que supostamente seria responsável pela locação do espaço. O homem que nos foi indicado não estava presente, e as pessoas que se encontravam presentes não quiserem falar a respeito. A quadra e o bar são os únicos espaços devidamente conservados.

O lixo espalhado pela área também é motivo de preocupação. Não se trata de entulho ou resto de construção, mas de resíduos alimentares, garrafas de bebidas, seringas e preservativos. A praça Joubert de Carvalho está cercada,  em determinados trechos as pequenas colunas de cimento estão quebradas, porém, em outras partes, paredes foram levantadas sem qualquer critério.

Procurada, a prefeitura disse apenas em nota que fará uma vistoria ainda nesta semana para programar um mutirão de limpeza no local.

Ouça aqui a reportagem.