Edifício abandonado da Polícia Científica é alvo de reclamações
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Edifício abandonado da Polícia Científica é alvo de reclamações

Marcel Naves

06 Outubro 2016 | 15h47

Fachada de prédio pertencente a Polícia Cientifica, abandonado na rua Nova York, no Brroklin.

Entrada principal de  prédio abandonado  da  Polícia Técnico Cientifica, na  rua Nova York, no Brroklin.

O prédio onde deveria funcionar um departamento da Policia  Científica, no Brooklin, na zona sul da cidade tem sido alvo de reclamações. Há pelo menos 5 anos, segundo os moradores da região, a edificação está tomada pelo mato  e completamente  pichada.

Na Rua Guararapés, o portão de madeira que antes  bloqueava uma das  entradas foi derrubado. O acesso principal, na altura do número 854, da Rua Nova York, é utilizado indevidamente como estacionamento.

Rômulo Romeniconi, que frequenta o bairro, ressalta que o local se transformou numa área de descarte de entulho. A comerciante Lucirna Almeida, alega que a situação do prédio está ameaçando seu negócio. Humberto Oliveira, que é proprietário de uma ótica,  ao lado, diz que está muito preocupado com o lixo. “O mato já tomou conta de tudo, tem bicho pra todo lado, rato, barata, mosquito. A gente já não sabe o que fazer”, afirma.

Entrada pela rua dos Guararapes tomada pelo mato.

Entrada pela rua dos Guararapes, onde aantes havia um portão de madeira agora completamente tomada pelo mato.

Uma moradora, que prefere não ser identificada afirma que o terreno tem sido utilizado por bandidos. “As pessoas estão invadindo isto aqui, outro dia estava cheio de policia atrás de um ladrão que tinha invadido uma casa. Todo dia tem alguma coisa”, disse.

Uma placa existente no local  informa  que o empreendimento pertence ao Governo do Estado de São Paulo. O aviso esclarece que a obra, orçada em mais de  R$ 2 milhões tem por objetivo a  reforma da sede da Superintendência da Polícia Técnico Científica. Em nota a Secretaria de Segurança Pública  Estadual informou que irá providenciar  a limpeza e a manutenção necessária.

Ouça aqui a reportagem: