Cerqueira César está ficando sem árvores
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Cerqueira César está ficando sem árvores

Marcel Naves

31 Maio 2016 | 17h02

 

Sem espaço árvores arrebentam cercados feitos e maneira errada

Sem espaço árvores arrebentam cercados feitos e maneira errada

As alamedas e ruas arborizadas do bairro de Cerqueira Cesár, na zona sul de São Paulo já não são mais tão elegantes quanto antes. Onde haviam árvores centenárias hoje é comum se encontrar pequenas espécies, alguns galhos secos ou apenas tocos. A causa desta mudança drástica na paisagem desta região nobre da cidade se deve principalmente a falta de uma política ambiental que de fato possa alterar tal .

Os moradores, por exemplo reclaman que as podas são feitas sem qualquer critério. O mesmo aconteceria quando existe a necessidade de remoção. As queixas dão conta também de que o corte é feito sem qualquer comunicado prévio. Para a professora Heliana Angotti, infelizmente falta uma política ambiental mais apropriada. “Este é o problema que a gente vê, calçadas inadequadas, canteiros inadequados e uma total falta de manejo e conservação que são tão fundamentais. Temos de conservar e plantar o que esta faltando”. Disse.

Em uma rápida circulada pela região notamos a ausência total de árvores onde outras já deveriam ter sido replantadas. Uma situação comum de ser percebida sobretudo em frente a estabelecimentos comerciais. Não raras ás vezes encontramos também nas calçadas, a área destinada ao plantio de árvores com um tamanho extremamente restrito, fazendo com que a base da planta cabe por ser cimentada.

 

Árvores são cortadas e não há reposição

Árvores cortadas não são repostas.

Para Jose Salgueiro estes são fatores mais que suficientes para justificar as constantes quedas registradas na região, sobretudo em dias de chuva.” Você tem que manter o equilíbrio das árvores, se você tem uma poda mal feita é pior do que arrancar as mesmas e isto não pode ser feito. Você tem é que cuidar “. Afirma o engenheiro que há 13 anos reside no bairro.

 

O replantio feito não garante a sobrevivência das novas árvores

Não existe uma manutenção das mudas

Em geral os moradores precisam abrir um processo na prefeitura para que uma árvore não seja derrubada sem à apresentação dos respectivos laudos . A situação e a ausência de uma resposta satisfatória por parte do órgãos competentes fez com que uma organização não governamental fosse criada. A “Associação SOS mais bairros verdes”, tem por objetivo a elaboração de campanhas de conscientização, e o acompanhamento dos serviços realizados na região. Procurada a prefeitura não se manifestou a respeito até o fechamento desta reportagem.

Ouça o aúdio aqui