A beleza e o abandono da Praça Pôr do Sol
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A beleza e o abandono da Praça Pôr do Sol

Marcel Naves

07 Junho 2016 | 18h06

Lixo e falta de poda descaracterizam Praça Pôr do Sol, no Alto de Pinheiros.

Lixo e falta de poda descaracterizam Praça Pôr do Sol, no Alto de Pinheiros, zona oeste.

A Praça Cel. Custódio Fernandes Pinheiros, na zona Oeste da cidade, tem como principal característica a visão privilegiada de São Paulo. Mas o local que por esta razão passou a ser conhecido por Praça Pôr do Sol não possui uma imagem tão interessante. Em uma rápida caminhada nos deparemos com restos de fogueiras, falta de bancos, grama alta e muito lixo, principalmente copos,  garrafa e restos de rituais religiosos.

Uma situação desagradável notada diariamente por aqueles que costumam frequentar o local. Mauro Guimarães, por exemplo, reside a poucos metros do local e relata que sua principal preocupação está na falta de banheiros químicos. “Eu venho quase todas as manhãs passear com meu cachorro e são vários os locais do parque que possuem um forte cheiro de urina. Isto porque as  pessoas  acabam usando qualquer canto como banheiro”, afirma.

Para a aposentada Marina Tashiro, de 62 anos, o péssimo estado de conservação das calçadas provoca muito transtorno. Mas o que segundo ela mais incomoda é a falta de educação das pessoas que visitam o local . “Tem gente que vem aqui e não joga o lixo no lugar adequado e também tem este monte de lixeiras quebradas por estas mesmas pessoas. É tudo uma grande falta de educação.”

Ao redor da praça verificamos  residências cujas árvores que se encontravam em frente foram arrancadas, sem qualquer compensação ao meio ambiente. A segurança com viaturas da Policia Militar tem sido feita, entretanto não tem sido suficiente para evitar os pequenos furtos ou as pichações nas casas que ficam no entorno. O consumo de drogas também ocorre a qualquer hora dia.

Em nota, a Prefeitura disse apenas que irá providenciar a limpeza e esclarece que isto só não foi feito ainda em virtude da chuva nos últimos dias. Procurada, a Polícia Militar não se manifestou.

Ouça a reportagem aqui: