Zelador suspeito de matar um homem em Perdizes se entrega

Francisco da Costa se apresentou no 23°DP (Perdizes) na tarde desta sexta-feira e confessou o crime, cujo motivo seria passional

O Estado de S. Paulo

10 Abril 2015 | 20h09

SÃO PAULO - O zelador suspeito de ter atirado e matado um homem na quinta-feira na Rua Apinajés, zona oeste da capital, se entregou à polícia na tarde desta sexta-feira, 10. Francisco da Costa se apresentou no 23° DP (Perdizes) por volta das 16 horas, onde confessou o crime.

Costa baleou o autônomo Júlio César Galvão, de 25 anos, que estava em uma motocicleta. Os dois teriam discutido por causa da mulher de Galvão, Kátia Gonçalves, de 28 anos. De acordo com amigos do casal, que estava junto há sete anos, o zelador "mexia" com Kátia há meses, o que teria motivado a vítima a ir até a Rua Apinajés para conversar com o zelador.

O delegado titular do 23°DP, Lupércio Antônio Dimov, pediu a prisão temporária de Costa nesta sexta. O zelador será acusado de homicídio duplamente qualificado por motivo torpe. Para Dimov, o crime foi premeditado, já que o zelador portava uma arma no momento da discussão. "Segundo a esposa de Júlio, ela trabalhava em uma loja de material de construção e estava sendo assediada pelo acusado, que mandava mensagens", disse o delegado.

Mais conteúdo sobre:
Perdizes crime

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.