Visita ao Cristo é liberada para pedestre; pichador diz que vai se entregar à polícia

Depois de 15 dias interditado, por causa de deslizamentos provocados pelas chuvas no Rio, o Cristo Redentor foi reaberto ontem, para a visita de poucas pessoas. Apenas o acesso da Rua Cosme Velho foi liberado e, ainda assim, somente para táxis e carros de turismo. O casal de Fortaleza Marília Vasconcelos e Vitor Cavalcante, ambos de 28 anos, visitou o Cristo, coberto para reformas, antes de voltar para casa. "Sabíamos que conseguiríamos vê-lo." Ainda não há previsão para liberação de todos os acessos. Na quinta-feira passada a estátua amanheceu pichada. Um dos acusados disse estar arrependido e vai se entregar à polícia. O pintor de parede Paulo Souza dos Santos, de 28 anos, disse que está escondido na casa de um amigo e afirmou ter feito a pichação para protestar contra a demora nas investigações de crimes no Rio.

, O Estado de S.Paulo

22 Abril 2010 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.