1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Villa-Lobos tem fila para alugar bicicletas

Thaís Pinheiro - O Estado de S.Paulo

02 Maio 2011 | 00h 00

Há cinco meses, apenas uma empresa é responsável pela locação. Em um domingo, espera chega a 30 minutos. E na hora de pagar, mais demora

Depois de quase cinco meses de sua implantação, o novo sistema de aluguel de bicicletas e patins do Parque Villa-Lobos, na zona oeste de São Paulo, é alvo de reclamações dos frequentadores do local.

Desde dezembro, uma só empresa, a Green Bike, passou a administrar o aluguel dos equipamentos, enquanto outra, a Praça da Paz, é responsável pelas barracas de alimentação que ficam na entrada principal do parque - as empresas venceram as respectivas licitações que disputaram.

Em um domingo como o de ontem, é preciso esperar até 30 minutos para conseguir uma bicicleta - sem contar o tempo que será levado depois para pagar pelo serviço, que pode chegar a 15 minutos. À disposição do cliente, há modelos mais simples (R$ 6 a hora) e um "especial", importado da China (R$ 10 a hora).

Para não perder tempo, a vendedora Simone Fogaça mal chegou ao parque e já se posicionou em uma das filas. Ela só não imaginava que teria de esperar 15 minutos para fazer o seu pedido e mais 10 minutos para o cadastro. Já menos empolgado do que quando chegou, o sobrinho da vendedora, Kauã Fogaça, de 4 anos, estava cansado por ter esperado tanto. "Agora está pior, a gente tem que ficar muito tempo nas filas, está confuso. Antes, em cinco minutos, a gente resolvia tudo", diz Simone, referindo-se ao tempo em que mais de uma empresa prestava este serviço.

Já Isadora Langone, também de 4 anos, não teve tanta sorte Seu pai, Michel Eduardo Langone, desistiu da ideia de alugar uma bicicleta para ela logo que viu a fila. "Levei um susto quando vi essas filas. A Isadora tem uma bicicleta que fica só na nossa casa de praia, porque vínhamos aqui e alugávamos. Vou ter que comprar outra porque não dá para ficar sempre nessa fila."

Outros também desanimavam ao ver o tamanho da fila. "Você vai ficar duas horas nessa fila para logo depois já ter que devolver a bike?", questionava um adolescente a um amigo.

Resposta. Segundo o consultor da Green Bike, Luiz Pina, alguns fatores contribuem para que haja esse descompasso no atendimento. "Por conta da licitação, não podemos colocar mais bicicletas para atender o público, senão a ciclovia do parque não vai dar conta. Quanto às barracas (são duas de bicicletas e uma de patins), foi feito um pedido ao Estado, há cerca de 60 dias, para que possamos aumentar o tamanho delas e ter mais caixas, passando de dez para 20 atendentes. Em 30 dias, vamos começar a alugar pela internet e entregar em casa", justifica Pina. A reportagem não obteve resposta do governo do Estado, responsável pela administração do parque.

  • Tags: