1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Vídeos, fotos e áudios contam a história do massacre do Carandiru

02 Outubro 2012 | 08h 20

20 anos depois do episódio, detalhes do episódio são destrinchados em cobertura multimídia

SÃO PAULO - Em 2 de outubro de 1992, há 20 anos, uma rebelião na Casa de Detenção do Carandiru terminou com a invasão de tropas da Polícia Militar do Estado de São Paulo e 111 detentos mortos - 32 policiais ficaram feridos.

O episódio, conhecido como o massacre do Carandiru, foi a maior matança em presídios brasileiros da história.

Até hoje, apenas o comandante da operação, o coronel Ubiratã Guimarães, foi julgado pelo caso. Ele foi absolvido por ter agido no "estrito cumprimento do dever".

Em janeiro de 2013, deve ocorrer o julgamento de 28 dos mais de 100 PMs acusados por homicídios e lesões corporais no caso.

Em vídeos, infográficos, fotos, áudios e notícias, o Estado explica a história do episódio.

ACERVO ESTADO: Carandiru: a profecia que se concretizou

PODCAST: "Estava escrito. Maktub", diz ex-governador Fleury sobre massacre do Carandiru

TV ESTADÃO: Jornalista revela como uma foto mudou o rumo das investigações

TV ESTADÃO: "Massacre do Carandiru não precisava ter acontecido", diz Drauzio Varella

INFOGRÁFICO: Como foi a invasão

'ESTADÃO ESPN': Ex-detento do Pavilhão 9 relembra o dia do massacre

'ESTADÃO ESPN': Ex-agente carcerário fala sobre o episódio

FOTOS: Do massacre ao Parque da Juventude

TÓPICOS: Leia notícias sobre o Carandiru