Vias do ramal oeste ignoram Trecho Sul

Vias do ramal oeste ignoram Trecho Sul

Régis Bittencourt, Anhanguera e Raposo têm falhas na sinalização e não apresentam nova pista do Rodoanel como rota para a Baixada Santista

Rodrigo Burgarelli, O Estadao de S.Paulo

03 Abril 2010 | 00h00

O Trecho Sul do Rodoanel foi liberado para o tráfego há dois dias, mas várias placas das rodovias que cruzam o Trecho Oeste ainda não sinalizam a existência do novo ramal.

A reportagem percorreu ontem mais de 330 km entre os dois trechos e simulou o trajeto dos motoristas que vêm pelas principais rodovias que fazem ligação com o Rodoanel, em ambos os sentidos. A principal constatação foi de que não havia sinalização com a possibilidade de se usar o Trecho Sul para chegar ao litoral em várias ocasiões.

A pior situação é a do motorista que trafega pela Rodovia Raposo Tavares. Nela, não há nenhuma placa em qualquer sentido que informe o motorista sobre a nova ligação com o Sistema Anchieta-Imigrantes. A ausência de indicação se repetiu na Anhanguera, no sentido interior.

Na Régis Bittencourt ? onde uma das alças para o novo trecho ainda está em obras ? não havia placas indicando a entrada para o Trecho Sul antes da bifurcação das pistas que dão acesso ao Rodoanel.

No Trecho Oeste, só há sinalização sobre a ligação da via com as saídas para a Baixada Santista nos últimos dois quilômetros do trecho. Nos outros 30 km, não há nenhuma placa que indique a existência do novo trecho.

Trecho Sul. Na outra ponta do anel viário, as Rodovias Anchieta e dos Imigrantes apresentavam problemas de sinalização parecidos com o da Régis. A possibilidade de se usar o Rodoanel para entrar nas rodovias do Trecho Oeste não era anunciada antes da bifurcação em quase todos os acessos ao Trecho Sul ? com exceção da pista sentido litoral da Rodovia Anchieta.

Segundo a concessionária do Sistema Anchieta-Imigrantes, a Ecovias, a responsabilidade pela sinalização no local seria de autoridades estaduais de transporte.

A mesma resposta foi dada pela administradora da Régis Bittencourt e do Trecho Oeste. A reportagem procurou a Artesp, a agência que regula as concessões de estradas no Estado, mas as autoridades não foram localizadas, por causa do feriado. A AutoBan, concessionária da Anhanguera, e o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), responsável pelo trecho da Raposo Tavares, informaram que vão estudar reforços na sinalização.

Primeiro acidente. Três pessoas ficaram levemente feridas após um Vectra cair em uma ribanceira no km 41 do Rodoanel, no sentido litoral. Foi o primeiro acidente ocorrido no Trecho Sul. Segundo a Dersa, o condutor teria perdido o controle do veículo após levar uma fechada. / COLABOROU MAÍRA TEIXEIRA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.