1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Vereador e filho reagem a assalto e matam dois suspeitos em SP

- Atualizado: 06 Fevereiro 2016 | 14h 25

Salomão Pereira, do PSDB, voltava do Sambódromo por volta das 5 horas da manhã quando foi abordado

Vereador Salomão Pereira reage a assalto na madrugada deste sábado
Vereador Salomão Pereira reage a assalto na madrugada deste sábado

Atualizado às 14h17

Dois homens acusados de roubo foram mortos ontem na casa do vereador Salomão Pereira (PSDB). O vereador e seus filhos Michel e William contaram à polícia que entraram em luta corporal contra dois homens que invadiram a casa da família, no Jardim Bonfiglioli, zona oeste de São Paulo, na manhã de ontem.

Eles afirmaram que conseguiram desarmar um dos bandidos e o vereador usou a arma para atirar contra o suspeito. O assaltante teria sido atingido por três disparos e morreu na hora.

O outro suspeito teria tentado pegar uma faca e foi dominado pelo vereador e seus filhos. Durante a luta corporal, ele desmaiou. O homem chegou a ser socorrido e levado para o Hospital Bandeirantes, mas também acabou morrendo. 

De acordo com o relato do vereador à Polícia Civil, ele voltava do Carnaval com a esposa e entrava com o carro em casa, quando os assaltantes o dominaram. O casal foi levado para o interior da residência e os dois filhos, que estavam dormindo, foram acordados.

Os suspeitos exigiam dinheiro e ameaçavam matar a família. Quando o homem que estava armado apontou o revólver para a cabeça do vereador e ameaçou atirar, Michel teria se atracado com ele. 

Após o desfecho, Pereira chamou a polícia. Ele alegou legítima defesa. A arma foi apreendida para perícia. O vereador e os filhos passariam por exames residuográficos. Ainda conforme a polícia, pelo menos um dos suspeitos já tinha passagem por assalto. 

 

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em São PauloX