Twitter substitui sites oficiais com dados sobre chuva e trânsito

O microblog Twitter foi um dos principais meios de informação sobre o caos provocado pela chuva no Rio. Enquanto o site do órgão de trânsito CET Rio esteve fora do ar durante toda a manhã, informações sobre condições de tráfego, locais alagados e dicas de caminhos desobstruídos se multiplicavam na rede social.

Ana Bizzotto, O Estado de S.Paulo

07 Abril 2010 | 00h00

Com mais de 50 mil seguidores, o usuário @leisecarj, criado para avisar sobre locais de blitz da lei seca na cidade, se tornou uma das fontes mais dinâmicas de informação. Os internautas postavam informações sobre os pontos mais atingidos, lugares que não abriram e até riscos de assalto, além de fotos e links de notícias. Segundo o site Blablabra, que mede a movimentação brasileira no microblog, o tópico esteve entre os dez mais retwittados, ou seja, com mais informações repassadas.

"Como os órgãos públicos não informaram sobre a situação e não se prepararam, a sociedade organizada foi a melhor fonte de informação", diz o consultor de marketing Eduardo Trevisan, um dos nove administradores da conta ? ele ficou 34 horas acordado para poder postar informações. Segundo Trevisan, o @leisecarj recebeu 150 posts por minuto e 400 mensagens diretas, e foi acessado por 298 mil pessoas.

Os usuários @chuvanorio e @caosnorio estiveram ontem entre os dez mais acessados do Twitter. Alguns posts ironizavam a situação, com frases como "Niteroi é a nova Veneza". Outras davam um tom apocalíptico aos fatos ? um dos posts dizia "2012 é agora" se referindo ao filme que mostra o Rio debaixo d"água.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.