Márcio Fernandes/Estadão
Márcio Fernandes/Estadão

Trem da CPTM atropela e mata homem na Grande SP

Vítima passou noite bebendo com amigos nos trilhos da Linha 7, em Francisco Morato, quando foi atingida; outro homem está internado

Rafael Italiani, O Estado de S. Paulo

08 Janeiro 2015 | 12h12

Atualizada às 17h06

FRANCISCO MORATO - O entregador Thiago Santos Pedroso, de 22 anos morreu após ser atropelado por um trem, na manhã de hoje, 8, na Linha 7-Rubi da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), entre as estações Francisco Morato, na Grande São Paulo, e Botujuru, em Campo Limpo Paulista, no interior. 

Segundo a Polícia Civil, a vítima estava caminhando com outros dois amigos, quando foi atingida por uma composição, por volta das 6h30. Um ajudante de eletricista de 32 anos também foi atingido, ficou ferido e foi levado pelo Corpo de Bombeiros para o Hospital Estadual de Francisco Morato.

De acordo com a polícia, os dois sobreviventes afirmaram que passaram a madrugada bebendo sobre a linha férrea e resolveram voltar para suas casas, andando sobre os trilhos. Um trem que seguia no sentido Jundiaí, também no interior, se aproximou do trio. Um dos sobreviventes, um homem de 27 anos, conseguiu ver a composição se aproximar, avisou os amigos, mas já era tarde demais. Para os policiais, ele afirmou que os amigos "não tiveram reflexo". 

A Polícia Civil afirmou que o ajudante de eletricista está internado, mas seu quadro de saúde é estável. De acordo com a CPTM, não houve problemas de circulação pela manhã. Na Linha 7-Rubi, os passageiros que saem de Jundiaí precisam descer na estação Francisco Morato, embarcar em outro trem e seguir a viagem sentido Luz, na região central de São Paulo. 

Mais conteúdo sobre:
CPTM Francisco Morato Atropelamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.