Trânsito paulistano tem 70 casos de feridos por dia

Foram 23.676 boletins de lesão culposa neste ano e 647 registros de mortes; zona norte lidera o ranking por distritos

O Estado de S.Paulo

27 Dezembro 2011 | 03h02

A cidade de São Paulo registrou, entre janeiro e novembro, média de 70 casos por dia de pessoas feridas no trânsito. Foram 23.676 boletins de ocorrência por lesão corporal culposa (sem intenção) em acidentes de trânsito, segundo as estatísticas da Secretaria de Estado da Segurança Pública divulgadas ontem.

Houve ainda registro de 647 acidentes com morte nesse período - média de dois casos por dia. Vale lembrar que o registro não leva em conta o número de vítimas, apenas o número de ocorrências. Historicamente, a média da cidade é de quatro mortos no trânsito por dia. Procurada, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) informou que ainda não tem o balanço deste ano. A secretaria estadual não divulgou os dados do mesmo período do ano passado, o que permitiria concluir se o trânsito está mais violento ou não.

A análise dos dados por delegacia permite concluir que a violência no trânsito é espalhada por toda a cidade. O primeiro colocado no ranking de mortes é o 46.º Distrito Policial, em Perus, na zona norte, com 27 casos. A delegacia é responsável por parte do Trecho Oeste do Rodoanel e da Rodovia dos Bandeirantes. A região tem mais um distrito entre os cinco líderes de morte (Jaçanã, com 21 casos).

O segundo é a delegacia de Cidade Dutra, na zona sul, com 22 mortes. E duas delegacias da zona leste completam a lista: São Mateus e Vila Jacuí, com 20 registros cada. Ambas as delegacias cuidam da área da Avenida Jacu-Pêssego, que neste ano foi apontada como campeã em número de atropelamentos com morte. / BRUNO RIBEIRO e D.T.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.