Tiro no cinema: shopping volta a recorrer ao STJ

O MorumbiShopping entrou com recurso especial na 4.ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) contra sentença que o condenou a indenizar a família de Júlio Maurício Zemaitis, vítima de tiroteio em um cinema do local, em 1999.

O Estado de S.Paulo

19 Julho 2012 | 03h03

Na época, o estudante de Medicina Matheus da Costa Meira entrou no cinema e atirou em sete pessoas que assistiam ao filme Clube da Luta. O shopping foi condenado a pagar R$ 300 mil por danos morais e materiais, mais pensão mensal de 22 salários mínimos às filhas da vítima.

No julgamento da apelação, apenas a pensão mensal foi reduzida para três salários mínimos. O shopping quer que prevaleça o voto vencido de um desembargador, que o isentou de qualquer indenização.

Apesar disso, foi a primeira decisão que favoreceu o Morumbi em algum ponto. Em 2006, o shopping, o Grupo Internacional Cinematográfico e fundos de pensão haviam sido condenados pelo TJ-SP a pagar R$ 900 mil de indenização às filhas da publicitária Luisa Jatobá. Em 2009, a engenheira agrônoma Andréa Cury Lang, que ficou ferida, obteve indenização de R$ 50 mil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.