Evelson de Freitas/Estadão
Evelson de Freitas/Estadão

Tire suas dúvidas sobre a multa da água em SP

Justiça de São Paulo derrubou liminar que impedia sobretaxa

O Estado de S. Paulo

15 Janeiro 2015 | 19h07

SÃO PAULO - A Justiça derrubou nesta quarta-feira, 14, a liminar que impedia a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) de cobrar a chamada sobretaxa para consumidores que gastassem mais água do que a média de antes da crise.

A Sabesp está autorizada a cobrar sobretaxas de 40% e 100% de clientes. Tire suas dúvidas sobre a medida: 

1.Quem está isento? 

Quem consome até 10 mil litros por mês, hospitais, prontos-socorros, delegacias, presídios e a Fundação Casa. 

2.Quando começa a contar o consumo para a multa?

Começou no dia 8 de janeiro e as primeiras contas com a sobretaxa chegam no dia 9 de fevereiro.

3. E se a leitura de consumo começou antes do dia 8?

A sobretaxa proporcional virá na conta de março.

4.Quem pode recorrer? 

Aqueles que tiveram aumento de moradores do imóvel, que mudaram de imóvel ou que ampliaram o comércio. 

5.Como recorrer?

O cliente deve ir a uma das 64 agências da Sabesp na Grande São Paulo com documentos que justifiquem o aumento, como certidões de nascimento e casamento, contas de energia de dezembro de 2013 e atual, contrato de aluguel ou de compra do imóvel.

Mais conteúdo sobre:
São Paulo crise da água Sabesp

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.