Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

São Paulo

São Paulo » Temporais deixam Caraguatatuba em estado de emergência

São Paulo

Luís Gava/ Prefeitura Municipal de Caraguatatuba

Temporais deixam Caraguatatuba em estado de emergência

Três famílias estão desalojadas e 15 casas permanecem interditadas no bairro Canta Galo; atenção será reforçada no fim de semana

0

Renata Okumura ,
O Estado de S.Paulo

16 Março 2017 | 17h47

SÃO PAULO - A prefeitura de Caraguatatuba, no litoral norte de São Paulo, decretou estado de emergência no município após fortes temporais nesta quarta-feira, 15. Um deslizamento de terra no bairro Canta Galo deixou três famílias desalojdas e 15 casas interditadas. O Comitê de Gerenciamento de Riscos avalia nesta quinta-feira, 16, se há necessidade de retirar outras famílias do local.

Os moradores desalojados estão no Centro Municipal Esportivo Ubaldo Gonçalves, e as casas interditadas se localizam no Condomínio do Bosque. O Morro Santo Antônio também registrou deslizamento de terra, e os bairros mais prejudicados foram Canta Galo, Sumaré e Tinga. Apesar dos estragos, ninguém ficou ferido.

O tenente-coronel Anderson Lima de Olivera, do Corpo de Bombeiros, reforçou que as pessoas que estiverem em áreas de risco devem ser retiradas. “Quem está em situação de risco deve levar em consideração que o bem a ser protegido, agora, é a vida”, alertou.

A Defesa Civil da cidade manteve nesta quinta-feira o decreto do prefeito Aguilar Junior (PMDB) e reforçou que a atenção será redobrada neste fim de semana. Segundo o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC/ INPE), há possibilidade de fortes chuvas caírem na região no sábado, 18, e no domingo, 19.

Catástrofe em 1967. Há 50 anos, em março de 1967, enchentes e deslizamentos de terra em Caraguatatuba provocaram a morte de 436 pessoas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.