Estadão
Estadão

Temer e Alckmin lamentam tragédia com estudantes em rodovia

Autoridades prometem acionar órgãos competentes para identificação de corpos de vítimas e prevenção de novos acidentes

Júlia Corrêa, O Estado de S.Paulo

09 Junho 2016 | 10h58

SÃO PAULO - O presidente em exercício Michel Temer (PMDB) declarou estar "chocado" com o acidente que matou 18 estudantes na noite desta quarta-feira, 8, na Rodovia Mogi-Bertioga. Em sua conta no Twitter, também prometeu chamar os órgãos de fiscalização para evitar a ocorrência de novas tragédias. 

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) acionou uma força-tarefa para a identificação dos corpos e, em nota, também se manifestou sobre o acidente com os estudantes. “Estamos fazendo todos os esforços para minimizar a dor das famílias nesta tragédia que tirou a vida de pelo menos 18 jovens e deixou ao menos outros 15 feridos”, afirmou.

Acidente. De acordo com as equipes de socorro iniciais, o veículo levava estudantes das Universidade de Mogi das Cruzes (UMC) e Braz Cubas (UBC) para a cidade de São Sebastião, no litoral norte de São Paulo. O acidente aconteceu no km 84, entre Mogi das Cruzes e Bertioga. Ainda segundo informações dos bombeiros, o motorista perdeu o controle do veículo, colidiu de frente com um rochedo na pista contrária e caiu em uma ribanceira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.