Street View permite ver interior de atrações

Ferramenta do Google incorporou imagens em 360° de 35 pontos turísticos do País

FELIPE FRAZÃO, O Estado de S.Paulo

12 Outubro 2012 | 03h03

Já é possível visitar de forma virtual e remota 35 dos principais pontos turísticos e de lazer de São Paulo, do Rio, do Paraná e do Amazonas. O Google Street View, serviço de navegação por mapas na internet, lançou ontem as imagens em 360º do interior de locais como o Parque do Ibirapuera e o Mercadão de São Paulo, a Marquês de Sapucaí e o Jardim Botânico do Rio, o Lago Tumbira, no Rio Amazonas, e o Zoológico de Curitiba.

O Google também liberou o acesso ao passeio virtual dentro de estádios de futebol. Os primeiros foram o do Pacaembu e o do Morumbi, em São Paulo. Outro já mapeado, mas cuja "visitação" online ainda não está disponível, é o da Vila Belmiro, em Santos.

Para a captura das imagens, a equipe usa triciclos com uma câmera acoplada e registro de localização por GPS. Em ruas, é feito com carros, e nos rios, com barcos pequenos. De acordo com o Google, o mapeamento de cada ponto turístico leva de um a três dias, em média. Mas a complexidade do trabalho varia de acordo com o tamanho do lugar. O tour online no Ibirapuera, por exemplo, demorou um ano e cinco meses para ficar pronto, desde que a empresa começou fotografar o parque, no fim de abril de 2011.

O passeio dentro do Mercado Municipal de São Paulo fica limitado ao térreo, entre barracas de frutas, de especiarias e de sanduíches de mortadela e pastéis de bacalhau. Na Estação da Luz, a ferramenta do Google permite ver detalhes da arquitetura do prédio de 1901.

No Rio, a empresa registrou o a Ilha Fiscal, na Baía de Guanabara, e a Marquês de Sapucaí (essa última durante o carnaval). Na Lagoa Rodrigo de Freitas, na zona sul, a câmera do Street View percorreu os 7,5 km de extensão da pista de corrida e ciclovia, rente ao espelho d'água.

A empresa também mapeou as aleias do Jardim Botânico. Assim como no Ibirapuera, o serviço permite chegar bem perto de espécies arbóreas exóticas e nativas. Mas, para ler as plaquinhas que identificam cada uma, porém, só indo até lá.

Registro. O Google disse que, ao todo, o projeto Street View registrou imagens em 360° por mais de 350 mil quilômetros em cem cidades ao redor do País. A iniciativa começou em museus da Europa e parques dos Estados Unidos. Também há imagens de estações na Antártida. Um dos destaques mundiais são as águas do Rio Negro, na Floresta Amazônica.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.