1. Usuário
Assine o Estadão
assine

SPTrans alega que corte de linhas de ônibus 'melhora' sistema

O Estado de S. Paulo

23 Outubro 2013 | 17h 27

Empresa da Prefeitura informa que recentes extinções e encurtamentos de linhas ajudarão desempenho dos coletivos

SÃO PAULO - O Ministério Público Estadual questionou nesta terça-feira, 22, a São Paulo Transporte (SPTrans) a respeito de diversas alterações de itinerários de linhas de ônibus promovidas recentemente pela Prefeitura, o que está provocando a insatisfação de muitos passageiros.

Em nota, a empresa que gerencia o sistema de transporte público de São Paulo informou que a "racionalização" da rede é um meio de "reduzir a sobreposição de linhas" e "melhorar o desempenho operacional do sistema".

Veja a nota da SPTrans:

"A SPTrans informa que a racionalização e reorganização das linhas do sistema de transporte coletivo vêm ocorrendo de forma gradativa e irá reduzir a sobreposição de linhas na cidade de São Paulo.

A reestruturação irá melhorar o desempenho operacional do sistema, organizar a circulação nas linhas e contribuir para fluxo e velocidade dos ônibus. O resultado, a médio e longo prazos, será ganho de qualidade para os usuários que terão mais opções de trajeto e menor tempo de deslocamento em suas viagens, com otimização do uso de um mesmo Bilhete Único.

 

Vale ressaltar e esclarecer à comunidade que o seccionamento de linhas está sendo feito a partir de planejamento sob critérios que obedecem rigorosamente pesquisas de origem e destino dos passageiros, abrange somente linhas sobrepostas ou excessivamente extensas e é consolidado apenas em itinerários que também já estão sendo atendidos por outras alternativas de ônibus e transporte de massa.

 

Em atenção à solicitação da reportagem, seguem as informações detalhadas sobre as linhas em questão:

 

A linha 8319-10 foi seccionada em 17/08/2013 na região da Barra Funda, passando ser denominada: “Pq. Continental / Metrô Barra Funda”.  A medida faz parte dos estudos de reorganização dos transportes no Corredor “Pirituba / Lapa – Centro” e visa melhorar a fluidez dos coletivos nas Avenidas Francisco Matarazzo, Gen. Olímpio da Silveira e São João e reduzir a sobreposição de itinerários.

Contudo  é importante informar aos leitores que os usuários que têm como destino a região central, não ficarão desatendidos, uma vez que desembarcando em um dos pontos da Rua Clélia, entre as Ruas Jeroaquara e Crasso poderão fazer transbordo, sem ônus tarifário com a utilização do bilhete único.

A SPTrans reforça, que a linha 8319-10 está dimensionada para operar conforme padrões pré - estabelecidos para o sistema, devendo realizar nos dias úteis 89 partidas. Com o seccionamento na região da Barra Funda, os coletivos passarão a utilizar a Rua Venâncio Ayres e Av. Antártica para acessar a estação Barra Funda do Metrô, contudo análises  técnicas mostraram que parte dos usuários já realizava a conexão na Rua Clélia (Praça Cornélia), razão pela qual a linha 8319-10 passou a operar até a região da Lapa a partir de 19/10/2013.

Os usuários que desejarem seguir pelo sistema de transporte coletivo até o Metrô Barra Funda têm como opção as linhas 748R/10 “Jd. João XXIII /Metrô Barra Funda” ou 9782/10 “Jd. Carombé / Metrô Barra Funda”, cuja conexão poderá ocorrer ao longo do trecho da Rua Clélia

A linha 577T/10 “Jd. Miriam / Vila Gomes”, propicia a ligação do Jardim Miriam, localizado próximo a Divisa de Diadema, à Vila Gomes, região do Butantã, via Avenidas; Jabaquara, Paulista, Rebouças, Eusébio Matoso, Dr. Vital Brasil e Corifeu de Azevedo Marques.

 

Já o trecho da Av. Paulista, Av. Rebouças, Av. Eusébio Matoso, Av. Dr. Vital Brasil, e Corifeu de Azevedo Marques, também são atendidos pela linha 715M-10 “Jd. Maria Luiza /Largo da Pólvora”.

Essas medidas vão ao encontro da  reestruturação do transporte público, possibilitando a realização de mais viagens, com acréscimo na oferta de lugares.

Em 12/10/2013, a linha 375V/10 “Metrô Tamanduateí / Metrô Santa Cruz” teve seu itinerário alterado, no bairro Quinta da Paineira, região de Vila Prudente e foi seccionada no Metrô Alto do Ipiranga passando a denominar-se 375V/10 “Metrô Tamanduateí / Metrô Alto do Ipiranga” (circular).   Essa linha deixou de circular por trecho da Av. Dr. Francisco Mesquita, Av. Dr. Gentil de Moura, Rua Santa Cruz e Loefgreen, porém, essas vias continuam sendo atendidas pelo transporte coletivo, por ônibus conforme abaixo:

Av. Dr. Francisco Mesquita:

- Linha 4031/10 “Pq. Santa Madalena / Metrô Tamanduateí”

 

Av. Dr. Gentil de Moura e ruas Santa Cruz e Loefgreen:

- Linha 5103/10 “Terminal Sacomã – Moema” circular

 

- Linha 5103/21 “Terminal Sacomã / Metrô Santa Cruz” circular

 

Quanto à linha 4714/10 “Jd. São Savério / Metrô Santa Cruz”, em 12/10/2013 foi unificada com a linha 4709/10 “Pq. Bristol Metrô Vila Mariana” mantendo a denominação: 4709/10 “Jd. São Savério / Metrô Vila Mariana”, com o seu itinerário sobrepondo totalmente ao itinerário da linha 4714/10.

A linha 4709/10 foi reprogramada, com acréscimos de viagens objetivando adequar a oferta à sua nova demanda.

A SPTrans ressalta que em 21/09/2013 o serviço 3303-10 teve seu itinerário seccionado na Estação de Transferência Itaquera - cujo local foi reformado e remodelado para a alocação de novos serviços e reconfigurado para: linha 4003-10 “Prestes Maia - E. T. Itaquera”.

Concomitantemente, foi criada a linha 4310-10 “ET Itaquera /Term. Pq. D. Pedro II", que complementa as viagens entre a Estação de Transferência ao Terminal Pq. D. Pedro II e atende não apenas a demanda das linhas seccionadas, mas também das inúmeras outras linhas que atendem de passagem a referida estação e usuários do Metrô, devido a sua saturação e por tratar-se de um serviço com itinerário paralelo ao eixo metroviário. Esse serviço está programado para operar com veículos de grande capacidade (Superarticulados de 23 metros), mais modernos, confortáveis e principalmente com intervalos menores entre as partidas, ofertando 1.200 lugares nos períodos de pico.

A SPTrans reitera que o transporte coletivo é prioridade da atual administração. A empresa não foi notificada até o momento sobre questionamentos do MPE. A SPTrans permanece à disposição para esclarecimentos à comunidade e segue trabalhando pela melhoria do sistema com medidas de curto, médio e longo prazos."