José Cruz/ABr
José Cruz/ABr

SP volta a negociar concessão de cinco aeroportos

Declaração foi feita pelo novo secretário de Logística e Transportes, Duarte Nogueira; União revogou decisão no ano passado

Ricardo Chapola e Caio do Valle, O Estado de S. Paulo

07 Janeiro 2015 | 16h56

SÃO PAULO - Empossado oficialmente nesta quarta-feira, 7, novo secretário de Logística e Transportes, o deputado federal Duarte Nogueira (PSDB) disse que voltou a negociar com o governo federal a concessão de cinco aeroportos estaduais à iniciativa privada. O tucano afirmou ter telefonado na segunda-feira aos ministros Eliseu Padilha (Secretaria de Aviação Civil), Antonio Carlos Rodrigues (Transportes) e Edinho Araújo (Portos) para resolver a questão.

A União chegou a autorizar a concessão em janeiro do ano passado, mas revogou a decisão seis dias depois, causando perplexidade à Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp), órgão ligado à secretaria de Transportes que conduz o processo licitatório dos terminais. O Estado quer que a iniciativa privada passe a administrar o Aeroporto Estadual Comandante Rolim Adolfo Amaro, no município de Jundiaí; Aeroporto Estadual Antônio Ribeiro Nogueira Júnior (Itanhaém); Aeroporto Estadual Campo dos Amarais (Campinas); Aeroporto Estadual Arthur Siqueira (Bragança Paulista); e Aeroporto Estadual Gastão Madeira (Ubatuba).

"No meu primeiro dia de trabalho, no dia 5, liguei para três ministros que estão mais diretamente ligados a nossa pasta: Eliseu Padilha, Antonio Carlos Rodrigues e Edinho Araújo. Em janeiro a gente vai preparar todas as ações necessárias para dar sequência e acelerar essa questão", afirmou Duarte Nogueira, após assumir oficialmente o cargo de secretário.

Na época, a SAC se limitou a informar que cancelou a concessão por causa de "a um erro na burocracia interna do gabinete" do ministro Moreira Franco, então ministro da pasta. 

A intenção é ceder os aeroportos à iniciativa privada por 30 anos, com investimento mínimo de R$ 75 milhões.

Mais conteúdo sobre:
São Paulo aeroportos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.