Semáforos de SP começam a ser reformados na semana que vem

Requalificação inclui medidas como a instalação de no-brakes, que evitam apagões de semáforos em dias chuvosos

Caio do Valle, O Estado de S. Paulo

24 Junho 2013 | 16h38

SÃO PAULO - Cerca de 4,8 mil cruzamentos com semáforos da cidade de São Paulo começam a ser reformados a partir da semana que vem, anunciou nesta segunda-feira, 24, o secretário municipal dos Transportes, Jilmar Tatto, em evento na Universidade de São Paulo (USP), na zona oeste da capital.

O último de três contratos necessários para o início dos procedimentos será assinado na quarta ou na quinta-feira. As intervenções acabam em 2015.

As medidas incluem o enterramento de fiação, a instalação de no-breaks (para evitar apagões, principalmente nos dias chuvosos) e sistema de detecção de falhas onde for necessário. Até 1,4 mil pontos podem receber essas baterias, informou a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Além disso, quando necessário, haverá substituição de lâmpadas, cabos, suportes metálicos e controladores elétricos.

O intuito da CET é diminuir os transtornos ao trânsito decorrentes do mau funcionamento dos faróis paulistanos. Os consórcios responsáveis pela requalificação semafórica também terão a obrigação contratual de resolverem problemas nesses semáforos em até duas horas.

A Prefeitura gastará R$ 270 milhões nessas obras. A cidade tem 6,1 mil cruzamentos semaforizados, segundo a CET.

Mais conteúdo sobre:
semáforos cruzamentos CET

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.