Secretário estuda representação contra procurador

Ferreira Pinto ainda se mostrou indignado com as declarações do procurador da República Mateus Baraldi, que defende mudar o comando da PM por ver uma tropa sem controle. "Estou estudando representação contra ele na Corregedoria do Ministério Público Federal, pela forma como se posicionou, confundindo a opinião pública. A pretensão do MPF é temerária e disparatada."

O Estado de S.Paulo

26 Julho 2012 | 03h03

Segundo o secretário, "afirmar que houve perda de comando é no mínimo leviano e revela desconhecimento de uma instituição que prima pela disciplina e hierarquia". Ferreira Pinto disse estranhar que o pronunciamento do procurador tenha sido feito "em um período pré-eleitoral". "O MPF devia se preocupar em exercer com zelo suas atribuições legais e combater o escandaloso tráfico internacional e o contrabando de armas." /M.G.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.