São Paulo teve 800 quilômetros de cabos furtados em quatro meses

'Parece um problema pequeno, mas gera enormes problemas para a cidade', disse o prefeito Fernando Haddad, ao comentar levantamento passado pelo Ilume

Tiago Dantas, O Estado de S. Paulo

04 Junho 2013 | 12h38

SÃO PAULO - Nos primeiros quatro meses do ano, cerca de 800 quilômetros de cabos foram furtados na cidade de São Paulo, prejudicando o funcionamento do sistema de iluminação pública. O dado foi apresentado pelo prefeito Fernando Haddad (PT) no início da tarde desta terça-feira, 4.

O número é resultado de um relatório elaborado pelo Departamento de Iluminação Pública (Ilume), a pedido da Prefeitura. "Isso gerou prejuízo para cidade porque temos que repor os fios. E ainda não temos resposta à altura para esse tipo de comportamento", afirmou Haddad.

O prefeito disse que foram feitos boletins de ocorrência de todos os roubos e que pretende solicitar à Polícia Civil respostas sobre a apuração dessas ocorrências. "Parece um problema pequeno, mas gera enormes problemas para a cidade. E não podemos combater isso sozinhos. A cidade não tem uma força policial municipal."

 Antes do relatório sobre furto de cabos, Haddad havia pedido dados sobre os pontos cegos à Polícia Militar para, nas suas palavras, "pressionar a empresa que cuida da iluminação a cumprir o contrato".

Haddad lembrou que houve uma redução de 20% no valor de contrato com a empresa SPLuz, que foi estendido até o fim do ano.

Mais conteúdo sobre:
cabos furto são paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.