Sai lista tríplice para escolha do novo diretor do MAC

Saiu ontem a lista tríplice levada ao reitor da Universidade de São Paulo (USP), João Grandino Rodas, com os nomes definidos por conselho para a escolha do novo diretor do Museu de Arte Contemporânea (MAC) da USP: Tadeu Chiarelli, Raquel Glezer e Murillo Marx. Não há prazo definido para que o reitor faça sua decisão, mas o fim do mandato da atual diretora do museu, Lisbeth Rebollo Gonçalves, termina dia 17. O escolhido terá como maior desafio fazer a ocupação, quando pronta, da nova sede da instituição, no prédio onde funcionava o Detran, de frente para o Parque do Ibirapuera.

Camila Molina, O Estado de S.Paulo

13 Abril 2010 | 00h00

A lista tríplice é hierárquica. Tadeu Chiarelli, professor docente da Escola de Comunicação e Artes da USP (ECA), foi o mais votado. Seguidos dele ficaram Raquel Glezer, professora do Departamento de História da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP - e ex-diretora do Museu Paulista (Museu do Ipiranga) - e Murillo Marx, da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU) da USP - que tem no seu currículo a direção do Instituto de Estudos Brasileiros (IEB) e do Museu de Arqueologia e Etnologia da universidade.

Em tese, o reitor não precisa se valer da hierarquia. E pode até mesmo não aceitar nenhum dos três e pedir nova lista (o que nunca ocorreu). Se sua definição for posterior ao dia 17, assume o MAC até a decisão do novo diretor a atual vice-diretora da instituição, Helouise Costa

NA DISPUTA

Tadeu Chiarelli, professor docente da ECA-USP

Murillo Marx, professor da FAU-USP e ex-diretor do Museu de Arqueologia e Etnologia e do Instituto de Estudos Brasileiros

Raquel Glezer, professora do Departamento de História da FFLCH-USP e ex-diretora do Museu Paulista

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.