Sabesp tem perda de 18% na rede de distribuição

A Sabesp perde hoje 26% de sua produção de água. São 18% de perdas reais (água que vaza nos dutos na rede de distribuição) e 8% de perda comercial (água roubada, fraudes e submedição). No Japão, as perdas são de cerca de 13%. Hoje, são produzidos na região metropolitana de São Paulo 67 mil litros por segundo de água para consumo.

, O Estado de S.Paulo

08 Abril 2010 | 00h00

Em 2006, esse índice de perda era de 32%. A diferença obtida corresponde à economia de 52,5 bilhões de litros de água por ano, o suficiente para abastecer 520 mil habitantes (quase a população de Ribeirão Preto ou Sorocaba, ambas no interior paulista) e significa um ganho de R$ 335 milhões. Recursos que eram gastos com produtos químicos, energia elétrica e todos os insumos para tratamento da água e faturamento com as fraudes identificadas.

A região metropolitana de São Paulo é uma das mais carentes de disponibilidade hídrica do Brasil, com 201 mil litros por habitante ao ano. O volume per capita é equivalente às regiões secas do Nordeste. / E.R.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.