Rios transbordam com chuvas e alagam ruas no interior de SP

Rio cobriu praça, campo de futebol e ruas no município de Tietê; em Salto, complexo turístico foi interditado

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

19 Janeiro 2017 | 18h57

SOROCABA - As chuvas causaram o transbordamento de rios e pelo menos cinco cidades estavam parcialmente sob as águas no interior de São Paulo, nesta quinta-feira, 19. Em Tietê, o Rio Tietê subiu três metros em menos de 24 horas e cobriu a Praça do Divino, um campo de futebol e as principais ruas do bairro São Pedro. Ilhados, os moradores se arriscavam atravessando os trechos alagados. 

Em Salto, a prefeitura interditou o Complexo Turístico da Cachoeira, onde fica o Memorial do Rio Tietê, após o aumento no nível do rio. As águas cobriram a ponte no acesso ao Estádio do Avenida e atingiram a Ilha dos Amores, que também foi interditada. A Defesa Civil decretou estado de alerta.

No Vale do Ribeira, região sul do Estado, chuvas intensas elevaram o nível do Rio Ribeira de Iguape, nesta quinta, e causaram inundações em grande parte da cidade de Eldorado. Barreiras caíram em estradas da zona rural, deixando bairros isolados. Até o fim da tarde, a Defesa Civil ainda levantava o número de desabrigados. 

No noroeste paulista, o aterro de um açude cedeu e uma massa de água tomou conta de Guararapes, na madrugada desta quinta. Casas e lojas foram alagadas na região central. Não houve vítimas, mas dezenas de famílias perderam móveis e bens na enxurrada. Em uma das casas, um carro que estava na garagem ficou submerso.

A prefeitura de Arco Íris, na mesma região, decretou estado de emergência, depois que o Rio Iacri espraiou e danificou duas pontes, deixando oito bairros e uma aldeia indígena em completo isolamento. Uma das pontes teve a estrutura arrancada e a outra ficou sem a cabeceira.

Em Tatuí, que também já decretou estado de emergência, mais uma ponte foi interditada, na área urbana, em consequência das chuvas. Agora são sete pontes destruídas ou avariadas. A prefeitura pediu ajuda ao governo estadual.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.