Damir Sagoli/Reuters
Damir Sagoli/Reuters

Réveillon da Paulista terá Claudia Leitte, Latino e Sambô

Evento tem custo estimado em R$ 3 milhões, custeados com patrocinadores via Lei Rouanet; palco terá nova localização, entre as ruas Haddock Lobo e Bela Cintra

Priscila Mengue, O Estado de S.Paulo

21 Dezembro 2017 | 12h33

SÃO PAULO - O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta quinta-feira, 21, as atrações do réveillon da Avenida Paulista, que contará com shows da cantora Claudia Leitte, do cantor Latino e da banda Sambô. O anúncio ocorreu 10 dias antes da realização do evento. Segundo o prefeito, o prazo foi "responsável" para resolver todos os contratos.

"Não tem correria, nem estamos anunciando em cima da hora. Quem vai, toma a decisão independentemente de ter a Claudia Leite ou o Latino", disse. Doria ainda defendeu a escolha da artista, que fará a contagem regressiva da virada de ano, e a chamou de uma das "principais cantoras" brasileiras ao lado de Ivete Sangalo e Anitta. Além dos shows, o evento terá a participação de artistas da TV Globo, que ainda não foram anunciados, e DJs.

Desta vez, o palco do evento será instalado entre as Ruas Haddock Lobo e Bela Cintra, diferentemente dos anos anteriores, em que era disposto próximo à Avenida Brigadeiro Luís Antônio. A Prefeitura estima um público de cerca de 1,2 milhões de pessoas.

Segundo o secretário municipal das Prefeituras Regionais, Cláudio Carvalho, o evento tem custo próximo ao do ano anterior, que foi de R$ 3 milhões, os quais são inteiramente pagos pelos patrocinadores por meio da Lei de Incentivo à Cultura,a Lei Rouanet.

O evento começará às 20 horas, com término previsto para as 2h30 da madrugada. Durante todo o evento, as estações de Metrô das redondezas estarão abertas, com exceção da estações Paulista e Consolação, que são as mais próximas do palco.

Mais conteúdo sobre:
Avenida Paulista [São Paulo]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.