Retrato falado foi feito há 2 anos, no Rio

O retrato falado que teria sido atribuído a Fabiane Maria de Jesus e acabou divulgado pela página no Facebook de responsabilidade do "Guarujá Alerta" foi feito há dois anos pela Polícia Civil do Rio de Janeiro. Fabiane, de 33 anos, foi espancada no sábado pelos moradores do Guarujá, supostamente depois de ser confundida com a mulher que aparece no retrato falado, acusada de tentar sequestrar um bebê recém-nascido em Ramos, na zona norte carioca.

RIO , O Estado de S.Paulo

07 Maio 2014 | 02h01

O retrato foi feito em agosto de 2012 pela Polícia Civil do Rio, com base em características físicas passadas pela vítima do crime. Na ocasião, a mãe do bebê informou aos agentes da 21.ª Delegacia de Polícia, com sede em Bonsucesso, que a autora do ataque era "negra, forte, tinha cerca de 1,60 metro de altura e aproximadamente 25 anos".

Ainda em investigação. "A investigação da subtração do bebê e lesão corporal da mãe da criança ainda está em andamento", informou a Polícia Civil fluminense. A suspeita ainda não foi identificada pelos investigadores.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.