1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Quatro pessoas são mortas em chacina no Guarujá

Zuleide de Barros - Especial para O Estado de S. Paulo

01 Fevereiro 2014 | 12h 29

Entre as vítimas, havia uma mulher grávida; polícia acredita que crime tenha envolvimento com drogas

GUARUJÁ - Quatro pessoas, dentre as quais uma mulher de 35 anos, grávida de quatro meses, foram mortas na manhã deste sábado, 1, no bairro Pae-Cará, que fica localizado no distrito de Vicente de Carvalho, em Guarujá. A Polícia ainda não tem pistas dos assassinos, que chegaram em um carro e em uma motocicleta, já atirando. O crime ocorreu por volta das 5h30, ocasião em que as vítimas participavam de uma festa.

De acordo com a Polícia Militar, que foi acionada imediatamente após as execuções, testemunhas informaram que os assassinos tinham um alvo certo, que seriam os dois homens e as duas mulheres.

O delegado Cláudio Rossi acredita que as vítimas tinham envolvimento com drogas. Ele afirma que as investigações já começaram e que, paralelamente, a Polícia iniciou uma busca aos bandidos. Rossi disse que, com certeza, as quatro pessoas eram usuárias de drogas e que haviam passado a noite consumindo entorpecentes. Apenas um dos rapazes foi identificado na manhã de ontem.

Trata-se de Edílson do Nascimento, de 27 anos, que foi alvejado com vários tiros. Uma das irmãs do rapaz contesta as informações da Polícia, de que Edílson estava envolvido com drogas. A dona de casa Roseane do Nascimento afirmou que o irmão era um trabalhador e que atuava como vendedor ambulante nas praias do Guarujá.