Quatro homens morrem baleados em troca de tiros

Eles estavam em um carro roubado na terça-feira; uma mulher não foi ferida e foi presa

Daniela do Canto, estadão.com.br

15 Abril 2009 | 06h30

Quatro homens foram mortos durante uma troca de tiros com a polícia em Cangaíba, na zona leste de São Paulo, no início da noite de terça-feira, 14. Eles estavam dentro de uma Meriva roubada pouco antes quando o veículo foi avistado por uma viatura da Polícia Militar na Travessa Olho D'Água do Borges. Os policiais deram início a uma perseguição que terminou na Rua Munhós de Melo, ainda em Cangaíba. Lá, a quadrilha desceu do carro e atirou contra os PMs, que revidaram.

 

Os quatro homens foram baleados e levados ao Pronto-Socorro Ermelino Matarazzo, mas não resistiram aos ferimentos. Com eles, a polícia apreendeu uma arma de brinquedo e três revólveres calibre 38.

 

Uma mulher que também estava na Meriva, identificada como Rosângela Gonçalves da Silva, 29 anos, se jogou no chão durante o tiroteio e não foi baleada. Ela foi presa e, segundo a polícia, já tinha passagens por receptação e roubo. O caso foi registrado no 24º Distrito Policial (Ponte Rasa) e a polícia não passou mais detalhes sobre o fato.

 

O roubo

 

A Meriva preta onde estavam os criminosos foi roubada por volta das 18 horas em uma travessa da Rua Doutor Assis Ribeiro, em Ermelino Matarazzo, também na zona leste. A dona do carro, que no momento do roubo estava acompanhada por seus dois filhos, contou à polícia que foi abordada por quatro homens. Ela avisou a PM sobre o roubo e cerca de meia hora depois, o veículo foi encontrado na Travessa Olho D'água do Borges.

Mais conteúdo sobre:
assalto perseguição policial polícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.