1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Quatro feridos após vendaval em Santos estão internados

Zuleide de Barros - Especial para O Estado

01 Setembro 2014 | 12h 09

Ventos de até 70 km/h atingiram a cidade do litoral paulista na tarde deste domingo, 31, e causaram estragos em estruturas da orla

SANTOS - Quatro pessoas, entre elas uma criança de cinco anos, estão internadas na Santa Casa de Misericórdia de Santos, no litoral paulista, em consequência dos ferimentos que receberam durante o vendaval registrado no início da tarde deste domingo, 31, em Santos. Ventos de até 70 km/h de velocidade atingiram a cidade e, além dos problemas verificados nas praias, causaram queda de árvores, movimentação de andaimes em prédios em construção e desmontagem de quiosques.

A maior parte dos feridos - 13 no total - se encontrava na orla da praia, onde estava sendo realizado um evento, a Cãominhada, que reuniu cães e seus donos, em uma manhã de confraternização, como sempre acontece anualmente em Santos.

A manhã estava ensolarada e o trânsito foi interditado entre os canais 4 e 5, para que as pessoas pudessem caminhar com seus cães e participar de vários serviços oferecidos pelos promotores, como corte de unhas e limpeza de ouvido por parte dos patrocinadores e de uma faculdade de veterinária. Às 13h01, um vento forte atingiu a região, arrastou brinquedos infantis, barracas e quiosques e assustou os moradores.

A criança que está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa foi atingida por um dos brinquedos instalados em frente à praia. O avô ainda tentou ajudar o neto a se desprender do brinquedo. O menino teve os dentes quebrados,passou por exames, mas não corre risco de morte.

Algumas motocicletas estacionadas nas calçadas da praia foram arrastadas pelo vento, enquanto um árvore gigantesca caiu sobre um carro no bairro Aparecida. A ocorrência mobilizou os bombeiros e várias viaturas do Serviço Móvel de Atendimento de Emergência (Samu) chegaram ao local, encaminhando os feridos a prontos-socorros próximos.

A TV Tribuna, afiliada da Rede Globo na região e responsável pelo evento, deu todo apoio às vítimas.