Protestos são destaque em todo o mundo

Jornais americanos e europeus publicaram reportagens e artigos sobre as manifestações

O Estado de S.Paulo

21 Junho 2013 | 02h11

As manifestações no Brasil ontem repercutiram em todo o mundo. O jornal americano The New York Times deu destaque aos protestos em várias seções do seu site na internet. Uma discussão com seis artigos de especialistas tentava decifrar o papel que as manifestações podem ter nos rumos do País. Uma charge mostrava a presidente Dilma Rousseff assustada na frente de uma multidão enfurecida. "Isso nos faz parecer com um país de terceiro mundo", disse, no desenho. Um assessor do lado completou: "Pior: com a Europa".

Na noite de ontem, os protestos foram assunto do site do jornal El País, da Espanha, que ressaltava que, apesar de reduções nas tarifas, o Brasil teve manifestações ainda maiores. O argentino Clarín chamou os manifestantes de "indignados".

O britânico Guardian destacou que foi o maior protesto brasileiro em duas décadas. Na França, o Le Monde informou que "centenas de milhares" foram às ruas ao mesmo tempo em que o País recebe a Copa das Confederações.

Na capa do portal do jornal italiano La Repubblica, o título dizia que houve um morto nas manifestações de ontem. Uma frase chamava a atenção: "O país do futebol se rebela contra o governo". O português Diário de Notícias destacou a tentativa de invasão do Itamaraty.

Os principais títulos do site da rede CNN destacavam as demandas dos manifestantes e perguntava: "A nação louca por futebol deu um basta?"

Mais conteúdo sobre:
protesto protestos manifestação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.