Helvio Romero/Estadão
Helvio Romero/Estadão

Protesto causa lentidão na Radial Leste na manhã desta terça

Manifestantes atearam fogo em objetos, montaram barricada e interromperam o fluxo de veículos

O Estado de S.Paulo

16 Janeiro 2018 | 06h54
Atualizado 09 Fevereiro 2018 | 06h36

SÃO PAULO - Uma barricada montada na Radial Leste interrompeu o fluxo de veículos sentido Centro das 6h às 7h da manhã desta terça-feira, 16, em São Paulo. Segundo informações da Polícia Militar, manifestantes atearam fogo em objetos e montaram uma barricada na pista principal da Radial Leste, nas proximidades do acesso para a Ligação Leste-Oeste.

+ Criança morre atropelada por ônibus na zona leste de São Paulo

A interdição ocorreu na altura da estação de Metrô Pedro II, da linha vermelha. Ainda não se sabe qual grupo inicou a barricada. A lentidão na via, que ficou completamente bloqueada, chegou até perto da Rodovia Dutra (BR-116). Durante o bloqueio, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) desviou os veículos para a faixa reversível.

Os bombeiros chegaram por volta de 6h25 e contiveram as chamas rapidamente. Nas redes sociais, motoristas relataram que havia manifestantes no local com faixas de protesto contra o aumento na tarifa do transporte público. 

+ Ciclista morre atropelado por ônibus no acostamento da Anhanguera

As tarifas no transporte público passaram de R$ 3,80 para R$ 4,00 em 7 de janeiro. Integrantes da gestão de João Doria afirmaram que o reajuste da tarifa básica de ônibus ficou abaixo da inflação do período, de 8,9%, segundo o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Se a correção fosse aplicada, o preço da passagem passaria para R$ 4,14. 

O último reajuste na tarifa básica dos transportes em São Paulo havia ocorrido em janeiro de 2016, na gestão do ex-prefeito Fernando Haddad (PT).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.