Google Street View/Reprodução
Google Street View/Reprodução

Protesto bloqueia Av. Nove de Julho na manhã desta terça

Trânsito na avenida foi interrompido por quase uma hora nas proximidades do túnel próximo da Avenida Paulista

O Estado de S.Paulo

09 Janeiro 2018 | 06h54

SÃO PAULO - Um protesto contra o aumento nos preços das passagens do transporte público paulista, que passaram a valer no último domingo, interrompeu o trânsito na Avenida Nove de Julho na manhã desta terça-feira, 9, em São Paulo. O fluxo de veículos no sentido bairro foi interrompido por quase uma hora.

+ Chuvas em SP provocam desabamentos, quedas de árvores e deixam um ferido

Segundo a Polícia Militar, manifestantes montaram uma barricada na rua e colocaram fogo em pneus um pouco antes do Túnel Nove de Julho, nas proximidades da Avenida Paulista. Os protestos foram pacíficos e começaram por volta das 6h. 

O Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Estado de São Paulo enviou um caminhão para controlar o fogo. Por volta das 7h, a situação já estava controlada e o fluxo de veículos foi normalizado. 

+ São Paulo pode ter chuvas fortes e até trovoadas

A motivação do protesto seria o aumento das passagens do transporte público, que passaram a valer no último domingo, 7. As passagens passaram de R$ 3,80 para R$ 4 para ônibus, metrô e CPTM. O aumento da tarifa, de 5,2%, foi inferior à inflação dos últimos dois anos (estimada em 9%), período em que o valor da passagem se manteve em R$ 3,80. 

Se atualizado, o preço da passagem teria de ser de R$ 4,18. A diferença será coberta com recursos do Município, que serão repassados às concessionárias de ônibus. No orçamento de 2018, esse subsídio é de R$ 2,1 bilhões. 

Mais conteúdo sobre:
ônibus protesto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.