Preso suspeito de comandar arrastões em São Paulo

Vendedor conhecido como Castor mudava de aparência constantemente para não ser reconhecido; segundo a polícia, homem procurado há quatro meses atuou em pelo menos nove assaltos

Priscila Trindade, da Central de Notícias

26 Abril 2010 | 19h31

 

SÃO PAULO - A Polícia Civil prendeu o vendedor Alexandre do Nascimento Alves, conhecido como Castor, de 33 anos, suspeito de ser um dos principais articuladores de ataques contra condomínios na capital paulista. A prisão aconteceu na quinta-feira, 22, em Paraisópolis, na zona sul.

 

Alves era procurado pela polícia há quatro meses e, segundo a polícia, a mudança constante de aparência dificultava seu reconhecimento. Além disso, raramente o vendedor mostrava o rosto para as vítimas. Castor é suspeito de coordenar um grupo na zona sul da cidade e de ter atuado em pelo menos nove casos de assalto.

 

Desde setembro do ano passado foram contabilizados 19 ataques em condomínios, chamado de arrastão. Desses, 13 casos foram solucionados e 22 pessoas foram detidas.

Mais conteúdo sobre:
arrastão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.