arquivo pessoal de Devair Maciel
arquivo pessoal de Devair Maciel

Prefeitura de Campinas manda fechar creche onde bebê morreu

Menina foi deixada por apenas duas horas pela mãe na instituição; ela teria se sufocado após amamentação

IVAN MARCOS MACHADO, Especial para O Estado

15 Agosto 2017 | 15h32

A Secretaria de Urbanismo de Campinas determinou o fechamento da creche Casinha do Saber, no centro da cidade, depois que a bebê Emanuelle Calheiro Maciel, de 4 meses, morreu no dia 8 por asfixia mecânica. O problema ocorreu por sufocamento após a amamentação. Ela foi deixada na escolinha pela mãe por apenas duas horas, para adaptação.

A Secretaria de Urbanismo informou que a creche funciona sem o alvará e tem prazo de 24 horas para apresentar todos os documentos necessários, do contrário haverá lacração das portas. Uma funcionária da creche confirmou nesta terça-feira, 15, que a escolinha não está funcionando, mas tenta a liberação da prefeitura.

O delegado do 1º Distrito Policial da 2ª Seccional, Hamilton Caviolla Filho, abriu inquérito para apurar se houve crime na morte da bebê e vai ouvir todos os funcionários. Em nota, a escola diz que foi uma fatalidade e lamentou a morte. O pai disse que a bebê dormia em casa com um travesseiro para evitar refluxo. A própria mãe socorreu a bebê, que já chegou morta em uma unidade de saúde.

O laudo do Instituto Médico Legal (IML) de Campinas confirmou que Emanuelle morreu por broncoaspiração maciça por alimento.

Mais conteúdo sobre:
Campinas [SP]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.