Hélvio Romero/Estadão
Hélvio Romero/Estadão

Prefeitura aumenta para 7 anos e meio a idade da frota de aplicativos

Aumento do prazo de fabricação de veículos era demanda dos condutores

Juliana Diógenes, O Estado de S. Paulo

18 Janeiro 2018 | 07h00

Após protesto de motoristas de aplicativos diante da Prefeitura de São Paulo nesta quarta-feira, 17, a gestão João Doria (PSDB) ampliou de 7 para 7,5 anos o prazo de fabricação dos veículos que poderão circular na capital. 

A regra vale para veículos que se credenciaram em aplicativos até julho do ano passado. Aqueles que se credenciaram após julho, continuarão tendo de usar carros fabricados há, no máximo, cinco anos.

++ Motoristas de aplicativos fazem protesto no Viaduto do Chá contra novas regras da prefeitura

As novas normas da Prefeitura para transporte de passageiros por aplicativo entraram em vigor no dia 10 de janeiro. Entre as principais novidades estão a obrigatoriedade de placa da capital, tempo máximo de fabricação dos veículos de até 7 anos e adesivo colado no carro para identificar a empresa. Multas serão aplicadas somente no fim de janeiro. Até lá, vigora a fase de orientação dos motoristas. 

Ato. Organizadores estimaram a participação de mil motoristas de aplicativos de transporte no protesto desta quarta-feira, 17. Um grupo de condutores apresentou as reivindicações à Prefeitura. 

Esteve na reunião a presidente da Associação de Motoristas Independentes do Estado de São Paulo, Dani Taiba. Ela afirmou que, entre as principais demandas, a categoria pedia ampliação para 10 anos de tempo de fabricação. 

Outro pedido é a anulação da exigência de placa da cidade de São Paulo. "Isso cria muros na cidade. Está limitando nosso trabalho", defende a motorista. Segundo ela, a Prefeitura teria prometido a realização de um estudo sobre a viabilidade da ampliação de placas da região metropolitana de São Paulo. 

 

Mais conteúdo sobre:
Uber 99

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.