Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Prefeitura aposta em mutirões de limpeza e na busca de parceiros

Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente diz que recuperou 38 dos 80 parques que têm problema de falta de funcionário

Felipe Resk, O Estado de S. Paulo

28 Março 2017 | 03h00

SÃO PAULO - Sem os contratos renovados, a Prefeitura tem organizado mutirões de limpeza e forças-tarefa para recuperar os parques mais afetados. A Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente (SVMA), afirma que até o momento recuperou 38 dos 80 parques que têm problema de falta de funcionário. A administração municipal também procura doadores, parceiros interessados em adotar parques, além de preparar o pacote de concessão de todas as unidades. 

“Na força-tarefa, reunimos as equipes de quatro ou cinco parques, além de funcionários da Prefeitura regional, e vamos todos para um parque só (para limpá-lo), até resolver”, diz o secretário Gilberto Natalini. “Além disso, há a participação da população e de empresas, doando mão de obra.”

Entre os equipamentos que foram alvo da iniciativa estão o Parque Raposo Tavares, no Butantã, com corte de mato e limpeza em bebedouros e banheiro, e o Ibirapuera, que teve quadras, campo de futebol e banheiros recuperados. “Quando a comunidade abraça, ela protege o parque”, diz Natalini. “Mas isso tem um limite. Não dá para colocar as pessoas da comunidade para planta ou serrar uma árvore que caiu. Por isso, estamos atrás do custeio”, afirma.

Parcerias. Para diminuir custos, a Prefeitura tem buscado pessoas e empresas interessadas em investir nos parques. De acordo com Natalini, alguns equipamentos estão prestes a ser adotados, entre eles o Parque Alfredo Volpi, no Morumbi, zona sul da capital, e o Parque do Carmo. “O prefeito João Doria está fazendo um esforço enorme no caminho de buscar parcerias para os parques”, diz. Atualmente, apenas o Parque do Povo, no Itaim-Bibi, é “adotado”. “A pessoa assume financeiramente o parque inteiro ou parte dele, mas a administração continua municipal”, explica.

Já de doação, a Prefeitura recebeu reformas e equipamentos, que vão de torneiras a máquinas roçadeiras. “São doações grandes, médias e pequenas”, afirma o titular da pasta.

A Prefeitura calcula ser necessário investir R$ 200 milhões para solucionar os problemas relacionados a infraestrutura e a equipamentos de todos os parques municipais. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.