Post no Facebook motivou assalto

Rapaz teria repassado informações de amigo a bandidos depois de ler sobre eletrônicos comprados em viagem

GIO MENDES, O Estado de S.Paulo

03 Dezembro 2011 | 03h02

Um adolescente de 16 anos despertou a atenção de ladrões ao postar no Facebook fotos de produtos eletrônicos adquiridos durante viagem à Espanha. Por causa da exibição na internet, o jovem e os pais, um casal de advogados, acabaram reféns de assaltantes que invadiram o apartamento da família na Barra Funda, zona oeste de São Paulo, na terça-feira à noite.

O assalto terminou com a morte de dois ladrões, ambos de 20 anos, durante suposto tiroteio com policiais militares da Rota. No dia seguinte, a Polícia Civil descobriu que um amigo do adolescente havia furtado as chaves do apartamento das vítimas e dado aos bandidos.

Ao ouvir as vítimas, a delegada Fabiana Sarmento de Sena, do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), soube que os ladrões tinham as chaves da casa. "Deduzimos que alguém próximo das vítimas teria participado do roubo", afirmou Fabiana. As vítimas também relataram que um dos ladrões atendeu um celular durante o roubo e disse: "Não tem tanta coisa assim como você falou".

O adolescente pensava que tinha perdido as chaves havia duas semanas, quando saiu com o amigo para tomar um lanche no bairro. O colega, também de 16 anos, aproveitou uma distração do jovem para pegar as chaves. O garoto foi levado pelos pais ao DHPP na noite de quarta-feira e admitiu participação no crime. Segundo a polícia, o menor disse que foi ameaçado pelos criminosos para conseguir as chaves do apartamento e informar em quais cômodos estavam os aparelhos eletrônicos. Um dia antes do assalto, ele esteve na casa das vítimas.

Os criminosos não encontraram eletrônicos como iPhone e laptop que o adolescente havia comprado em Barcelona.

O adolescente que ajudou a planejar o assalto também é de classe média. Os pais deverão apresentá-lo à Vara da Infância e da Juventude.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.