Porto de Santos recebe 22 mil passageiros

Enquanto a descida em direção ao litoral ainda era tranquila, apesar dos problemas registrados no Sistema Anchieta-Imigrantes, o movimento no Terminal de Passageiros Giusfredo Santini, no Porto de Santos, era grande ontem. Tudo por causa do embarque de 22 mil pessoas em seis navios. O complexo portuário recebeu os transatlânticos MSC Orchestra, Vision of the Seas, Costa Pacífica, Zenith, Ainda Cara e Destschland. Os turistas que vão passar o Natal em alto-mar têm como destino, além do litoral brasileiro, Buenos Aires, na Argentina, e Punta del Este, no Uruguai.

ZULEIDE DE BARROS , ESPECIAL PARA O ESTADO , SANTOS, O Estado de S.Paulo

24 Dezembro 2011 | 03h03

Depois de uma série de críticas dos visitantes ao péssimo tratamento oferecido aos passageiros, obrigados a circular até pela via férrea que corta o cais, as autoridades portuárias estabeleceram novas normas que vão facilitar a vida dos visitantes que embarcam e desembarcam em Santos. Neste ano, a temporada de cruzeiros vai se estender até abril, e a previsão é de que 1 milhão de pessoas embarquem em Santos até o fim da temporada.

Indiferentes à movimentação do cais, alguns turistas que já haviam descido a serra ontem lotaram as praias. A alta temperatura - os termômetros chegaram aos 37°C - estimulou o fluxo de banhistas ao longo da orla.

Ônibus. Ao menos 895 mil pessoas devem embarcar e desembarcar nos três terminais rodoviários de São Paulo até a próxima terça-feira, segundo estimativa da Socicam, empresa que administra os Terminais do Tietê, da Barra Funda e Jabaquara.

Segundo a Socicam, foram reservados ônibus extras para os locais mais procurados - Florianópolis, Angra dos Reis, Salvador e Curitiba. Constatada a necessidade, mais carros estarão disponíveis.

Para quem pretende deixar a capital utilizando os terminais, a Socicam recomenda adquirir as passagens antecipadamente, chegar ao terminal 1 hora antes do embarque, identificar as bagagens, não descuidar das crianças, levar documentos de todos os passageiros e procurar sempre um funcionário identificado em caso de dúvidas. / COLABOROU SOLANGE SPIGLIATTI

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.