Policial é arrastado diante de 50 pessoas no ABC

Um policial civil foi morto a tiros e arrastado em um carro por cerca de 20 metros anteontem à noite, em Santo André, no ABC. Segundo a PM, cerca de 50 pessoas testemunharam o crime.

, O Estado de S.Paulo

15 Abril 2010 | 00h00

O assassinato ocorreu por volta das 19h50. O investigador Douglas Yamashita, de 29 anos, que trabalhava na cidade, estacionou o carro na Rua 21 de Abril e caminhava em direção ao Clube Atlético Aramaçan, onde iria jogar squash, quando dois homens encapuzados em um Corsa se aproximaram a atiraram.

Baleado, o investigador caiu na rua e foi atropelado pelos criminosos. O policial ficou preso embaixo do carro e foi arrastado por cerca de 20 metros antes de se desprender. As testemunhas, muitas das quais estavam no clube para uma colação de grau, gritaram para avisar que Yamashita estava sendo arrastado.

A dupla de criminosos conseguiu fugir e não foi identificada pela polícia. Yamashita foi levado ao pronto-socorro central de Santo André, mas não resistiu ao ferimentos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.