Policiais presos por dar armas a bandidos

A polícia do Rio prendeu ontem 18 pessoas (entre elas, 11 PMs e 2 policiais civis) acusadas de integrar uma quadrilha que vendia drogas e armas apreendidas para criminosos. Uma pessoa está foragida.

FÁBIO GRELLET / RIO, O Estado de S.Paulo

14 Dezembro 2011 | 03h06

Segundo a Subsecretaria de Inteligência da Secretaria Estadual de Segurança do Rio, o grupo atuava de duas maneiras: desviava bens apreendidos em operações legítimas e promovia ações policiais falsas. O grupo ia até os locais apontados por informantes, fazia as apreensões e vendia o material para outros criminosos, em especial da Favela do Jacarezinho, na zona norte.

Ao longo da investigação, que começou há sete meses, dez pessoas já haviam sido presas. Na ação de ontem, que mobilizou 193 agentes e foi chamada de Operação Herdeiros, foram apreendidas uma metralhadora, pistolas e munição. Na casa de um dos PMs, havia R$ 18 mil em dinheiro.

As interceptações telefônicas também revelaram um esquema que permitia que PMs pagassem R$ 50 para não trabalhar em plantões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.