Divulgação
Divulgação

Polícia prende mulher que conduzia garotas de programa para a Espanha

Andrea Zacarias falsificava documentos, prometia altos ganhos e impedia mulheres de retornar

Ronaldo Faria, ESPECIAL PARA O ESTADO

02 Setembro 2016 | 22h34

Uma mulher de 41 anos foi detida nesta sexta-feira, 2, em Valinhos, interior de São Paulo, acusada de tráfico internacional de mulheres. Andrea Zacarias coordenava esquema que foi desbaratado em 2000, depois que algumas mulheres que trabalhavam em uma casa de prostituição na Espanha foram detidas pela polícia daquele país. 

Interrogadas, elas denunciaram Andrea como a pessoa que garantiu a ida delas para a Europa. Andrea era a responsável pelo recrutamento das garotas, com promessas de altos ganhos, e também pela falsificação de documentos e retirada de passaportes e vistos para embarque. Segundo denúncia no processo contra Andrea, várias mulheres que chegavam na Espanha e tentavam retornar eram impedidas e ameaçadas, obrigadas a trabalhar como prostitutas e tinham seus passaportes retidos para pagamento das "despesas" com passagens e hospedagem. 

Atualmente, ela trabalhava como corretora de imóveis em Valinhos e, aos policiais, declarou que sabia que poderia ser presa e por isso evitava ter qualquer bem no seu nome. Ela foi encaminhada à sede da Polícia Federal em Campinas e depois, levada para a Cadeia Feminina de Paulínia. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.