Polícia prende chefe de esquema de jogos de azar na zona sul de São Paulo

Mais quatro pessoas foram presas; grupo controla cerca de 50 pontos de jogos na região do Grajaú

22 Abril 2010 | 22h38

Pedro da Rocha, da Central de Notícias

 

SÃO PAULO- O chefe de um esquema de jogos eletrônicos de azar foi preso na tarde desta quinta-feira, dia 22. O detido, conhecido como Capitão Macalé, de 37 anos, atuava na região do Grajaú, zona sul de São Paulo. Também foram apreendidas cinco armas, 100 cartuchos de munição, uma máquina de contar dinheiro, além de módulos para equipar as máquinas de videopôquer.

 

A prisão foi efetuada pelo Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic), da Polícia Civil. Segundo o delegado Valter Ferrari, Macalé dizia ser das Forças Armadas.

 

Foram presos ainda um cabeleireiro, de 29 anos, e um representante comercial, de 31 anos, que era procurado pela polícia. O primeiro portava uma pistola calibre 38.

 

Em outra casa, dois irmãos, de 31 e 27 anos, também foram detidos. Um é professor de geografia e estudante de direito, e o outro técnico em eletrônica e segurança. Eles seriam responsáveis pela manutenção das máquinas.

 

A equipe encontrou na casa dos suspeitos, na estrada do Cocaia, duas pistolas 38. Eles apresentaram documentos de propriedade das armas, que foram apreendidas para verificação da procedência. Ambos serão investigados para saber se tinham envolvimento com o esquema. O delegado Ferrari avaliou que o grupo controla cerca de 50 pontos de jogos na região.

 

Mais conteúdo sobre:
polícia jogos de azar Grajaú São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.