Polícia prende casal suspeito de matar motorista de Uber

Um homem e uma mulher foram detidos na noite deste sábado (24); de acordo com policiais, caso foi latrocínio

O Estado de S.Paulo

24 Setembro 2016 | 21h56

SÃO PAULO - A Polícia Civil de São Paulo prendeu na noite deste sábado (24) um homem e uma mulher suspeitos de terem matado o motorista Osvaldo Modolo Filho, de 52 anos. Ele prestava serviço para o aplicativo Uber e foi morto na noite da última quinta-feira (22) com um tiro no rosto, outro na mão e facadas pelo corpo. No momento do crime ele circulavana região de Heliópolis, na zona sul de São Paulo. 

De acordo com informações preliminares do 95º Distrito Policial, o caso foi um assalto seguido de morte. Na última sexta (23), motoristas do aplicativo fizeram um ato em protesto pelo ocorrido. A empresa Uber divulgou nota de pesar pelo caso. 

Mais conteúdo sobre:
SÃO PAULO Uber

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.