Tiago Queiroz/AE
Tiago Queiroz/AE

Polícia identifica líder de depredações na Prefeitura

Ao todo, 63 pessoas estão presas por causa dos saques no centro

Bruno Ribeiro - O Estado de S. Paulo,

19 Junho 2013 | 12h49

A Secretaria de Estado da Segurança Pública informou na manhã desta quarta-feira, 19, que identificou o rapaz com rosto encoberto que deu início ao tumulto na região central da cidade na noite de terça. O Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC) obteve, na Justiça, mandado de prisão temporária para o rapaz, que ainda não foi detido.

O rapaz iniciou a depredação do Edifício Matarazzo, sede da Prefeitura, que teve início no começo da manifestação organizada pelo Movimento Passe Livre que saiu da Praça da Sé e, por três caminhos diferentes, chegou à Avenida Paulista, onde virou uma festa.

Quem ficou no centro, além de tentar invadir a Prefeitura, ateou fogo em veículos, destruiu uma agência bancária e invadiu e saqueou diversas lojas do centro, deixando um rastro de destruição. A ação forçou uma reação da Tropa de Choque da polícia, três horas após o início do tumulto, que iniciou as prisões.

Segundo balanço da secretaria, ao todo foram presas 63 pessoas por causa do ato contra a Prefeitura e pelos saques e incêndios iniciados posteriormente. Eles estão divididos em cinco delegacias: 16 foram para o 1º DP (Liberdade), 1 está no 2º DP (Bom Retiro), 1 está no 3º DP (Campos Elíseos), 30 estão no 8º DP (Brás) e 15 foram levados para o 78º DP (Jardins).

Mais conteúdo sobre:
protestos tarifa de ônibus

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.