Pipoqueira elétrica, a diversão das férias

Venda do utensílio mais do que dobra neste período do ano; com recipiente transparente, crianças se divertem vendo o milho estourar

VALÉRIA FRANÇA, O Estado de S.Paulo

14 Julho 2012 | 03h06

Longe do fogão e do micro-ondas, fazer pipoca virou brincadeira de criança. É, por exemplo, uma das atividades prediletas de Luigi Perrone, paulistano de 4 anos. "Quando meus pais ou os amiguinhos dele aparecem em casa para visitar, Luigi oferece pipoca", diz a mãe do menino, a publicitária Cristina Perrone, de 29.

"Ele vai à cozinha, coloca o milho na máquina e liga o botão. Minutos depois, meu filho entra na sala com uma vasilha cheia nas mãos. Todos ficam impressionados."

Na pipoqueira elétrica, o milho estoura dentro de um recipiente de vidro ou plástico resistente e transparente, de acordo com o modelo. Luigi vê todo o processo e se encanta.

Ele não é o único. "Sempre que chega o período de férias, as vendas da pipoqueira mais do que dobram", diz Celso Mendes, gerente de produtos das 35 unidades nacionais da Spicy, loja de utensílios para cozinha. Entre elas, uma da Cuisinart (R$ 398), que faz até 10 xícaras de pipoca.

Com design divertido - o formato do Mickey -, a pipoqueira da Disney (R$ 350) faz ainda mais sucesso com a criançada. Já os pais preferem o modelo retrô da Mini Nostalgia (em média, R$185), com capacidade para até 100 gramas de milho.

"Fazer na pipoqueira elétrica dá menos trabalho do que preparar na panela. Também é mais saudável do que pipoca de micro-ondas", diz Daniele Chamecki, chef do restaurante Santa Gula e mãe de Guilherme, de 8 anos, e Gustavo, de 5. Nessa pipoqueira não vai óleo. O milho estoura com o ar quente.

Daniele tem a Pop Fun (R$ 104,90), da Mondial Line- modelo bem similar ao Easy Pop (R$ 79,90), da Cadence.

Elas vêm com um medidor de milho. Depois de colocar a quantidade indicada do ingrediente na pipoqueira, é só fechar a tampa e ligar.

Temperos e cuidados. O medidor, que fica em cima da tampa, também pode ser usado para colocar a manteiga, que derrete no processo. Depois, é só derramá-la sobre a pipoca pronta. "Meus filhos também adoram quando coloco queijo ralado." Daniele ainda tem uma receita de azeite com ervas (leia ao lado).

Mas ela alerta: "Só não deixo as crianças mexerem no aparelho sem que um adulto esteja presente. Elas podem abrir a tampa no processo e se queimar".

Os fabricantes também avisam que as tampas não travam. Ficam apenas encaixadas.

ONDE: CADENCE: SAC (54) 3290-2200 OU WW.CADENCE.COM.BR; MONDIAL: 0800-550393 OU SAC@MONDIALLINE.COM.BR; OREN: R. AUGUSTA, 2.409,TEL.: (11) 3062-8669; SUXXAR: AV. NOVA FARIA LIMA, 4.531, TEL.: (11) 3044-4799

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.