Perueiros suspendem greve na capital

Os perueiros de São Paulo desistiram da greve que estava marcada para começar à meia-noite de hoje. Representantes da categoria participaram ontem à tarde de uma reunião na Secretaria Municipal dos Transportes, no centro, e aceitaram esperar por uma nova reunião com a Prefeitura da capital.

Bruno Ribeiro, O Estado de S.Paulo

28 Abril 2010 | 00h00

O encontro foi marcado para a próxima segunda-feira. Até lá, a categoria suspende a proposta de prosseguir com uma paralisação dos serviços na cidade.

O impasse entre a categoria e a Prefeitura surgiu por causa dos subsídios repassados pela gestão municipal aos perueiros. O presidente do sindicato dos donos de lotações, o vereador Senival Moura (PT), havia dito anteontem que a categoria queria 12% de reajuste sobre os valores repassados pela Prefeitura aos perueiros. A Prefeitura oferecia aumento de 2%.

Ontem, Moura saiu da reunião sem a garantia de que a Prefeitura mudaria esse porcentual.

No encontro, o vereador entregou ao secretário municipal dos Transportes, Alexandre de Moraes, uma planilha com custos de operação das lotações e teve, como resposta, a promessa de que os dados serão analisados até a semana que vem. "Não há nenhum compromisso de aumentar índices", disse o secretário dos Transportes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.